written by
Aela.io

Como Conseguir uma Carreira em UX Design: Insights do UX Careers Report-Pt2

Carreira 9 min read

No primeiro artigo sobre o UX Careers Report, falamos sobre quais as áreas de atuação do UX Designer, qual o nível de satisfação dos profissionais com o UX Design e sobre as atividades da profissão.

Agora chegou a hora de falar um pouco sobre estudos! Quais as principais formações dos UX Designers, quais as fontes de conhecimento que eles indicam e ainda pontuar algumas dicas para as primeiras entrevistas de trabalho.

Se você gostou da primeira, você com certeza vai adorar a segunda parte!

E se você ainda não leu a primeira parte, acessa aqui.

Qual a formação acadêmica do UX Designer?

Um dos principais objetivos do UX Careers Report é entender qual tipo de educação/ treinamento que é preciso possuir para se ter uma carreira em UX Design.

Talvez essa seja a dúvida de muita gente que está começando. Confira os textos que já escrevemos sobre o assunto:

Os resultados do UX Careers Report mostram que a maioria dos profissionais possuem pelo menos uma graduação, mas que não necessariamente está relacionada ao Design ou ao Design Centrado o Usuário.

Lembrando que esse relatório foi feito com base na pesquisa com mais de 960 profissionais e que 70% dos participantes estavam nos EUA, UK, Canadá ou Austrália.

Os cursos de graduação que mais apareceram na pesquisa foram:

  • Design (11%);
  • Psicologia (9%);
  • Comunicação (9%);
  • Inglês (9%);
  • Ciência da Computação (7).

Apesar do curso de Design estar em primeiro lugar na pesquisa, ele não é muito representativo, tendo em vista que a somatória dos 4 cursos subsequentes resultam e 34% do total e são dos mais diversos campos.

O gráfico acima mostra uma grande diversidade de formação por entre os entrevistados.

Curiosamente os cursos de Interaction Design e HCIHuman Computer Interaction — aparecem ao final da lista. Mas porque são cursos relativamente novos e são poucas as universidades que os disponibilizam.

Isso confirma a interdisciplinaridade do UX Design e que é possível migrar vindo de qualquer área!

Em nosso Bootcmap Master Interface Design temos alunos que migraram vindo das mais diversas áreas:

Cursos de mestrado apareceram com frequência na pesquisa

Grande parte dos entrevistados responderam que possuem também um curso de mestrado.

Para os cursos de mestrado, observamos que há mais relação com UX Design.

Apesar do primeiro da lista ser HCI, os demais cursos também são bastante representativos e, alguns, não necessariamente representam uma especialização em UX Design.

Como vimos, na pesquisa, é importante você possuir um diploma. Porém, não necessariamente relacionado a Design ou a UX. Pois, o conhecimento em UX é multidisciplinar e você poderá agregar, praticamente, qualquer conhecimento ao UX/UI Design.

Além disso, a carreira em UX se baseia bastante em aprendizados práticos e em outras áreas, como Psicologia, Comunicação e Negócios.

Os próprios entrevistados do relatório deram algumas "dicas" de quais conhecimentos eles julgavam ser importantes para UX, como por exemplo:

  • Técnicas de apresentação/ falar em público;
  • Gerenciamento de Projetos;
  • Escrita técnica;
  • Comunicação Persuasiva;
  • Design Thinking;
  • Business.

Ou seja, muito do conhecimento e do aprendizado essencial, não necessariamente advém de cursos formais de faculdade. Mas podem vir de cursos livres ou outros tipos de educação informal.

Dica de Leitura: Business Design: Por Que é Importante Saber Sobre Negócios?

Formas de educação informal em UX Design

Como visto no tópico anterior, é interessante haver uma mistura entre a educação formal — que se aprende nas universidades — e a educação informal, para uma carreira em UX Design.

A educação informal é aquela adquirida por meio de autodidatismo, cursos ou Bootcamps, ou até por mentores, por exemplo.

Mentoring

Um mentor é uma pessoa com mais experiência que pode te guiar em sua carreira em UX Design, com o intuito de passar conhecimento e aprendizado.

O UX Careers Report, mostra que 74% dos entrevistados tiveram algum contato com mentoria.

A maioria teve a oportunidade de ter um mentor no trabalho onde estavam.

A mentoria foi altamente indicada por entre os entrevistados, que deixaram algumas dicas sobre o tema:

  • Encontre pessoas as quais você admira para serem seus mentores;
  • Trabalhe o Networking, encontrando profissionais em áreas para as quais você gostaria de trabalhar;
  • Siga pessoas que você admira nas redes sociais;
  • Se em um projeto, você trabalhar com consultores, procure fortalecer o trabalho em equipe.

Há também muitos grupos de profissionais que se reúnem e trocam dicas e experiências. É o caso da nossa comunidade de alunos do Bootcamp MID. Lá a troca de experiências é intensa!

"O que mais contou do MID é a comunidade. Eu vivia várias situações nas quais me sentia frustrada e percebi que lá também haviam pessoas nesses cenários e conversávamos sobre como resolver esses problemas.  Essa troca de informações com os mentores e alunos de diferentes níveis também me trouxe bastante tranquilidade." Daiane Thomé

O nosso próprio curso MID conta com mentores exclusivos para você aprimorar o seu trabalho e implementar a sua carreira.

"As aulas de mentoria ao vivo com os professores foram essenciais para eu aprender a elaborar uma linha de raciocínio completa. Aliás, aprendi não apenas saber elaborar esse raciocínio, mas também conseguir apresentá-lo para outras pessoas." Diego Crovador
Conheça mais sobre nosso Bootcamp MID!

Leitura e aprendizado

Existem muitos livros sobre UX Design, ou sobre áreas relacionadas, que são muito importantes e que podem fazer a diferença no seu aprendizado.

A leitura é uma boa maneira de ir acumulando conhecimento e não necessariamente é preciso gastar muito dinheiro. E você pode evoluir muito em diversas áreas ao mesmo tempo.

  • Encontre temas que gostaria de estudar e os autores referência no assunto;
  • Leia não somente sobre UX, mas sobre outros temas relacionados, como Psicologia e Negócios.

Utilizando seu próprio background em UX Design

UX Design é uma área muito variada e os diversos backgrounds podem ser úteis nessa carreira.

Os entrevistados para o UX Careers Report reforçaram bastante a questão das Soft Skills, como empatia, comunicação persuasiva e capacidade de ver o todo.

Além disso, os próprios participantes deram exemplo de como seu background diferente ajuda no seu dia a dia em UX Design. Separamos algumas citações para ilustrar (veja mais no report):

"A música me ajudou muito — eu olho para os projetos como se estivesse conduzindo uma orquestra — e a experiência que eu tenho em criação musical me ajudou com essa abordagem."
"Eu sou professor. Então as minhas habilidades de apresentação e de falar em público me ajudaram muito na minha carreira em UX."
"Tudo o que preciso saber sobre UX eu aprendi jogando RPG. Eu precisava me colocar no lugar de cada jogador, montar cenários e situações e montar a história para conseguirmos jogar. Há muito em comum com as Jornadas do Usuário e Workflows!"

Como se preparar para o trabalho?

Grande parte dos participantes desse estudo ofereceram alguns conselhos/ dicas para quem está pensando em começar a carreira em UX Design. As dicas mais frequentes e mais valiosas foram:

  • Participe de workshops/palestras e pratique;
  • Participe de conferências, grupos profissionais e discussões;
  • Procure um estágio, emprego para começar;
  • Treine suas habilidades com projetos pessoais ou Redesign;
  • Encontre Mentores.

Para complementar, nós sugerimos que você consuma bastante conteúdo sobre UX Design. Há bastante material online, em nosso Blog e canal do Youtube, inclusive.

Se tiver condições procure um curso sobre UX/UI Design. Saiba mais sobre o nosso Bootcamp MID e veja os depoimentos dos nossos alunos.

Não pare de estudar. Migrar para UX não é impossível, mas requer bastante estudo e dedicação!

Dica de Leitura: 11 Medos Que Te Impedem de Migrar para UX Design

Onde estão as oportunidades e como consegui-las?

As indústrias que mais contratam UX Designers, segundo o relatório são:

  • TI/ Software/ Internet (23,3%);
  • Freelancer (16,5%)
  • Finanças/ Banco/ Seguradoras (10,6%)

É importante lembrar que o mercado de UX vem crescendo bastante e cada vez mais empresas de diversos setores vem entendendo a importância do UX Design e do seu papel estratégico. Portanto, não seria surpresa se, no curto prazo, a diversidade de empresas que contratam UX estiver maior.

O que os entrevistadores normalmente perguntam para os candidatos de UX/UI?

Uma parte dos participantes do estudo são pessoas que entrevistam e contratam profissionais em UX Design.

Para ajudar as pessoas que estão no processo inicial da carreira em UX Design, há uma seção no UX Careers Report focada nas principais perguntas que são feitas em entrevistas de emprego.

Geralmente, os entrevistadores pedem para:

  • Criticar alguma coisa;
  • Desenhar alguma coisa;
  • Explicar métodos e processos;
  • Explicar qual o nível de experiência e ferramentas que sabe usar;
  • Responder porque você entrou para UX;
  • Explicar conceitos de UX/ HCI/ usabilidade;
  • Reponder o porquê você quer trabalhar naquela empresa;
  • Responder perguntas sobre trabalho em equipe;
  • Contar histórias sobre projetos e o que você aprendeu com eles.

É claro que as perguntas e os processos seletivos variam de empresa para empresa. Mas é interessante observar que existem perguntas frequentes que são feitas nas entrevistas.

Lições aprendidas no primeiro ano

Como último insight, o UX Careers Report aponta quais foram as lições aprendidas pelos pesquisados em seu primeiro ano como UX Designers.

Para isso, foram consolidadas as respostas dadas a 3 perguntas:

Qual é o melhor tipo de empresa e atribuições para se começar em UX?

  • É importante você conseguir um emprego onde você consiga exercer bastantes atividades em UX;
  • Melhor trabalhar em uma empresa madura, que reconhece o UX, tenha orçamento e suporte;
  • É interessante trabalhar em um lugar que você tenha oportunidade de fazer a diferença. Procure lugares onde existam processos bem estabelecidos de UX.

O que mais te ajudou no primeiro ano de carreira?

  • Participar de diferentes projetos e atividades;
  • Ter um mentor, observar as atividades dos outros e não ter medo de perguntar;
  • Estar em uma equipe colaborativa em uma empresa que valorizava o UX;
  • Treinamento e aprendizado em diferentes disciplinas do UX Design;
  • Ler regularmente.

O que você faria diferente no seu primeiro ano de carreira?

  • Estaria mais focado em aprender sobre as atividades de UX Design, ferramentas e conceitos;
  • Faria mais testes com usuário;
  • Faria mais iterações;
  • Trabalharia melhor meu networking.
Dica de Leitura: LinkedIn para Designers: Dicas Para Melhorar Seu Perfil

Começar uma carreira em UX Design requer bastante dedicação, estudo e disciplina! Mas, como pudemos observar ao longo destes 2 artigos, é uma carreira que traz bastante satisfação para seus profissionais e bastante oportunidade também.

Nós temos certeza de que esses insights incríveis do UX Careers Report vão te ajudar a traçar seu caminho para uma carreira de sucesso!


Gostou do artigo? Deixa um comentário! O feedback de vocês é muito importante para continuarmos criando conteúdos relevantes.

Se você quiser encontrar mais artigos como esse, acesse nosso Blog! Lá, você tem diversos temas relacionados a UX Design. Desde ferramentas e conceitos até dicas para migrar de carreira! Fique ligado para não perder nenhum aprendizado!

Ficou com alguma dúvida? Manda uma mensagem! 

Careers Migrar de Carreira Bootcamp MID MID Mentoria Portfólio Carreira Internacional