written by
Aela.io

De Designer Gráfico a UX Designer — Entrevista Com Leonardo Spolador

Video 1 min read

Nesta entrevista, Leonardo nos conta um pouco da sua trajetória e porque decidiu mudar de carreira mesmo tendo seu próprio estúdio de Design Gráfico.

Leo, conta sobre o seu background

Eu trabalhava como Designer Gráfico dentro do meu próprio estúdio de Design. Fazia basicamente materiais digitais diversos e materiais para EAD corporativo.

Dentro do estúdio, praticamente eu e meu sócio fazíamos tudo, menos a parte de desenvolvimento, para qual havia uma equipe focada nisso.

Conforme o tempo foi passando — fundamos a empresa há 10 anos — fui sentindo a necessidade de evoluir na carreira e de aprender coisas novas. Eu estava com vontade de ter experiência com produtos, que era um tipo de trabalho que não fazia no meu estúdio.

Assim que decidi, encontrei a área de UX e decidir migrar para UX Designer.

Nos conta um pouco sobre a Birdie

A Birdie é uma empresa nova, cujo produto pretende diminuir o tempo e a indecisão do consumidor na tomada de decisão na compra online. O produto ainda está em desenvolvimento e visa, nesse primeiro momento, entrar no mercado americano.

É interessante porque, por mais que existam pessoas que gostam de pesquisar produtos e fazer comparações de preços, a maioria não quer investir seu tempo fazendo esse tipo de coisa quando está comprando online.

E para ter toda essa pesquisa e dados, a Birdie tem uma equipe bem grande de tecnologia, é bem legal.

Falando em equipes, temos uma equipe que fica nos EUA, uma equipe em SP, eu estou em Curitiba e tem uma equipe em São Carlos também.

Dica de Leitura: Trabalho Remoto - Quais as Perspectivas Durante e Pós-Pandemia?

E pela sede ser americana, trabalhar remoto é um desafio para você?

Atualmente não. Eu já trabalhava nesse formato há mais ou menos uns 2 anos já. Claro, no começo é bem desafiador por conta da disciplina. Mas eu acredito que é tudo uma questão de costume.

Projeto de UX - Leonardo Spolador
Projetos de UX - Portfólio Leonardo Spolador
Projetos de UX - Portfólio Leonardo Spolador

Quais são os desafios que você tem enfrentado nessa primeira oportunidade como UX Designer? O Inglês foi um desafio?

O inglês, pra mim, não é um desafio, não sinto grandes dificuldades com o idioma.

A parte do recrutamento e seleção da Birdie foi feita pela equipe aqui no Brasil, então foi tranquilo.

O maior desafio como UX Designer na empresa é a etapa de desenvolvimento do produto. Mais especificamente a parte de entendimento do público.

Alinhar as pesquisas e os resultados com o público dos EUA é que está sendo bem desafiador.

Dica de Leitura: Desk Research - O que é e como Efetuar uma Pesquisa Secundária

Como estão sendo feitas essas pesquisas com o público?

Existe uma equipe de captação direta nos EUA. E remotamente, nós temos aqui uma página que convida as pessoas para participar da entrevista. Elas se cadastram, ganham um voucher como incentivo e nós abordamos e fazemos a pesquisa.

O que você considera ter sido importante para conseguir essa vaga?

A primeira coisa que pensei quando decidi mudar de carreira foi no meu portfólio. Fazia muito tempo que eu não montava um portfólio próprio. E as informações que eu obtive com a Aela foram bem importantes para me ajudar a montar esse material.

Consegui construir meu portfólio, mas acredito que ainda tenho oportunidades de melhorá-lo.

Além desse material, um ponto importante para ter conseguido a vaga foi ter passado no teste que eles aplicaram. Era um desafio com tempo marcado. Eu consegui deixar tudo bem estruturado e acabei sendo aprovado.

Quais materiais você usou para montar seu portfólio?

O material final foi resultado da soma de exercícios que fiz do Bootcamp MID com os projetos que eu já tinha na bagagem. Apesar de ter esses projetos passados, eles estavam bem desestruturados. Foram os exercícios do curso que deixaram meu portfólio mais coeso e tangível.

Projetos de UX - Portfólio Leonardo Spolador
Projetos de UX - Portfólio Leonardo Spolador
Dica de Leitura: Redesign Para Compor Seu Portfólio Em UX Design

Como está sendo a experiência com o curso Bootcamp MID?

Eu tenho gostado bastante. Principalmente das aulas ao vivo, que são um complemento bem importante.

O formato é bem bacana também, com as aulas, os desafios e os feedbacks.

E o legal é que não aprendemos somente a desenvolver a solução para o cliente, mas também aprendemos a como defender essa solução.

O que você extraiu do Bootcamp MID que te ajudou?

Uma coisa que vejo com muito valor é a relação com outros profissionais, os quais muitas vezes moram fora do Brasil. Eles participam bastante da comunidade e trazem as tendências do mercado para nós. Acho que isso ajuda bastante a conseguir avaliar o meu trabalho.

Ter a opinião e feedbacks de outras pessoas é muito importante.

Dica de Leitura: O Que É o MID?

E como está sendo essa sua nova fase, como Product Designer?

Por enquanto eu sinto a ansiedade de ainda estar começando. Estou na Birdie há apenas 1 mês.

Eu sinto que quero fazer um monte de coisa, mas ainda estou em fase de adaptação, tropeçando um pouco nas coisas. Mas acredito que é uma questão de tempo para pegar o ritmo da empresa.

No geral, o desafio está sendo bem interessante. Estou aprendendo bastante e estou bem satisfeito com todo esse aprendizado.

Projetos de UX - Portfólio Leonardo Spolador

Como que está o mercado de UX, na sua opinião?

Pelo que eu tenho visto, a minha sensação é de que existem muitas vagas descalibradas. As descrições de cargo não condizem muito com a hierarquia, com o salário, esse tipo de coisa. Parece que as empresas procuram pessoas que façam de tudo e que sejam baratas.

Contudo, ainda acho que, apesar disso, o número de vagas vem aumentando no último ano. Tenho visto mais cursos e mais especializações também. E isso é bom, acaba dando uma aquecida no mercado.

Qual a sua dica para quem quer migrar para UX?

O que eu costumo comentar com as pessoas sobre UX é o fato de que, a maior virada de chave não é a parte técnica, mas a parte conceitual.

O UX veio com uma nova visão: o design centrado no usuário.

Quando você vira essa chave conceitual, as coisas começam a tomar outro rumo. O pensamento das soluções muda completamente. E diversos outros conhecimentos e conceitos acabam derivando dessa visão principal, do foco no usuário.

Quais são os seus próximos passos e planos?

Eu quero me estabelecer na Birdie. Meu momento agora é de focar no trabalho aqui e ir pensando nos próximos passos e em como crescer aqui.


Se você gostou desse conteúdo não se esqueça de clicar em curtir e compartilhar! Esse pequeno gesto ajuda bastante no nosso trabalho! Fique à vontade para continuar navegando aqui no Blog e, caso queira receber nossos conteúdos por email, inscreva-se na nossa newsletter!

Migration Migrar de Carreira Carreira Internacional Bootcamp MID MID